Climathon Goiás premiou projeto com foco em reservatório subterrâneo da comunidade kalunga

Redação
Por Redação 61 visualizações

A competição que premiou as melhores propostas para ajudar municípios goianos a lidarem com as mudanças climáticas, o “Climathon”, reuniu 40 pessoas, divididas em oito equipes, numa disputa que durou o fim de semana inteiro, em Goiânia. Os autores da proposta vencedora são do time Climaticus, com projeto que propõe a construção de um reservatório subterrâneo para atender a comunidade Kalunga, no Nordeste de Goiás.

A primeira edição do Climathon Goiás premiou o primeiro, segundo e terceiro colocados. Os campeões faturaram passagens de ida de volta para aprender mais sobre mudanças climáticas em Bruxelas (Bélgica) e Amsterdã (Países Baixos).

A equipe que ficou em segundo foi a Regenera, com um projeto de instalação de painéis solares em prédios públicos, sedes de empresas e outros logradouros, de modo a descentralizar a geração de energia. Os integrantes ganharam um curso do Sebrae sobre ESG.

Para o terceiro colocado foi o time Sucupira, que propôs a captura de gás metano em aterros sanitários para produzir energia. A energia gerada seria destinada para iluminação pública dos municípios. Ao grupo, foram entregues notebooks produzidos pelo projeto Sukatech, do Governo de Goiás.

CLIMATHON GOIÁS
O Climathon Goiás foi realizado de 3 a 5 de maio, no Hub Goiás, em Goiânia. O objetivo desta edição foi desenvolver soluções capazes de promover adaptação climática nos municípios de Goiás. Cada equipe teve cerca de dois dias para desenvolver seus projetos, que foram apresentados à banca avaliadora em pitchings de três minutos.

Foto: Semad
Compartilhe