MPT-GO media acordo para pagamento de parte dos trabalhadores do Hugo

Redação
Por Redação 73 visualizações

Após o acordo mediado pelo Ministério Público do Trabalho em Goiás (MPT-GO), entre a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) e o Instituto CEM (Icem), a organização social iniciou o pagamento das rescisões trabalhistas devidas aos ex-empregados que prestaram serviços no Hospital de Urgências de Goiás (Hugo). Até a última sexta-feira (28/06), 70,9% das rescisões já haviam sido pagas.

A audiência, que ocorreu na sede do MPT-GO, em Goiânia, contou com a participação do secretário de Estado da Saúde, Rasível Santos, do subprocurador-geral do Estado, Alexandre Gross, do procurador setorial, Antônio Flávio, de representantes da SES e do Icem na figura do diretor Jeziel Barbosa, bem como dos deputados estaduais Thales Barreto e Mauro Ruben.

Durante a reunião, conduzida pela procuradora do Trabalho, Milena Costa, ficou definido que os pagamentos seriam iniciados na quinta-feira (27/06), seguindo o critério do menor salário para o maior, com base no valor que existe no fundo rescisório atualmente, que é de R$ 10,7 milhões. Para aqueles que não foram contratados pela nova gestora do Hugo, a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, a liberação da guia de acesso ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) será feita pelo Instituto CEM nos dias 3, 4 e 5 de julho.

Foto: Iron Braz
Compartilhe