Produção goiana de arroz será apresentada a missão chinesa

A Redação
Postado em: 19 de janeiro de 2024.

O vice-governador de Goiás, Daniel Vilela, e o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Pedro Leonardo Rezende, recebem, na segunda-feira (22/01), uma comitiva chinesa composta por membros da Universidade Agrícola de Yunnan (YAU), que passará a semana em visita a Goiás. O objetivo é apresentar aos representantes do país asiático, principal parceiro comercial do estado, o potencial goiano de produção de arroz e discutir parcerias para fortalecer a cultura.

 

A programação da missão, que seguirá até quinta-feira (25/01), abrange visitas a estações experimentais e laboratórios de pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Arroz e Feijão; palestras de autoridades no assunto e mesa-redonda com produtores de arroz na Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg); além de visitas a plantações no município de Flores de Goiás e em Luiz Alves, distrito de São Miguel do Araguaia, que se destacam na produção do grão em Goiás.


Segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgados no 4º Levantamento para a safra 2023/24, Goiás possui uma área de 16,0 mil hectares dedicada à cultura de arroz. Com uma produtividade estimada em 5,5 toneladas por hectare, espera-se alcançar 88,2 mil toneladas do grão na safra 2023/24, o que representa um crescimento de 8,1% em relação à safra anterior.

 

Os municípios de Flores de Goiás e São Miguel do Araguaia são alguns dos destaques goianos na produção. De acordo com a pesquisa Produção Agrícola Municipal, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na safra 2022, Flores de Goiás alcançou uma produção de 60,3 mil toneladas de arroz, enquanto São Miguel do Araguaia, município do qual o distrito de Luiz Alves faz parte, obteve 26,3 mil toneladas.


Foto: Enio Tavares/Seapa
A Redação

Compartilhe este artigo/matéria
Deixe um comentário