UFG lança aplicativo nesta segunda 01/07 com presença de Ministro do Desenvolvimento Agrário

Redação
Por Redação 81 visualizações

O Ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, vem a Goiânia nesta segunda-feira (01/07), para o lançamento do aplicativo Assistente PNAE, desenvolvido pela Universidade Federal de Goiás (UFG). A ferramenta é resultado de projetos de pesquisa e extensão que vem sendo realizados por diversas instituições de ensino e pesquisa, desde o ano de 2018.

O Assistente PNAE apresenta de maneira intuitiva e acessível informações sobre agricultada familiar e demanda de alimentos, auxiliando tanto agricultores, quanto escolas públicas. Como resultado, espera-se facilitar o dia-a-dia na gestão do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

O aplicativo deve auxilia os gestores em questões burocráticas, como a preparação de chamadas públicas, divulgação dos editais, ranqueamento das propostas, além da contratação dos agricultores familiares selecionados.

Os projetos foram conduzidos em parceria entre a UFG e diversas instituições de ensino, pesquisa e extensão nacionais (Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, Universidade de São Paulo – USP, Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – IFSP) e internacionais (Politecnico de Torino – POLITO, National Technical University of Athens – NTUA, Karlsruhe Institute of Technology – KIT, University of Edimburg – UoE, University of Strathclyde – UoS, Universidad Peruana de Ciencias Aplicadas – APC, Universidad Catolica Del Norte – UCN, Institute of Child Nutrition Business School – ICN), além de organizações camponesas e órgãos públicos nas esferas municipais, estaduais e federais relacionadas ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Para o desenvolvimento dos projetos, os recursos foram provenientes do Ministério de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG), do Newton Fund, British Council e pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Foto: Lula Marques/Agência Brasil
Compartilhe