Atendimentos da Rede de Atenção Psicossocial de Abadia de Goiás crescem 70%

Redação
Por Redação 70 visualizações

A Prefeitura de Abadia de Goiás, pensando no bem-estar da população, vem investindo significativamente em saúde mental por meio do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS I) Novo Dia. O centro, que oferece atendimento gratuito à população, funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. A iniciativa visa fornecer apoio psicológico e psiquiátrico de qualidade, reforçando a rede de atenção psicossocial no município.

Dados recentes da Secretaria Municipal de Saúde indicam um aumento de aproximadamente 70% na demanda pelos serviços do CAPS Novo Dia em comparação ao ano anterior. Este crescimento abrange todas as modalidades de atendimento oferecidas pela unidade, incluindo consultas com psiquiatras e psicólogos, alojamentos gerais, atendimentos individuais e em grupo, além de visitas domiciliares.

A superintendente de Saúde Mental, Dra. Cyntia Porto, atribuiu esse aumento à combinação de fatores como os efeitos prolongados da pandemia de Covid-19 e a ampliação dos serviços e campanhas de conscientização desenvolvidas junto à comunidade. Relatórios internos mostram uma quantidade significativa de casos solucionados, evidenciando a eficácia do tratamento oferecido.

O CAPS Novo Dia atende principalmente casos moderados e graves de doenças mentais e emocionais, dependência de álcool e drogas, além de fornecer suporte a familiares de dependentes químicos. A unidade também se dedica ao acompanhamento de pessoas que fazem uso de psicotrópicos, oferecendo um ambiente seguro e de apoio para a recuperação.

Entre as atividades realizadas pelo CAPS, destacam-se os grupos de mulheres “Ser Mulher”, grupos de adolescentes, debates e orientações para famílias com membros dependentes químicos, ações de conscientização mensais, além de apoio e encaminhamentos. Este trabalho é coordenado por uma equipe multiprofissional, sob a liderança da Dra. Cyntia Porto, garantindo um atendimento holístico e integrado aos pacientes.

Foto: Reprodução/Redes sociais
Compartilhe