PC prende integrantes de torcidas durante “Operação Contra-Ataque” em Goiânia

Redação
Por Redação 29 visualizações

A Polícia Civil de Goiás, por meio do Grupo Especial de Proteção ao Torcedor (Geprot/Deic), deflagrou nesta terça-feira (23/04), a Operação Contra-Ataque. A ação desarticula dois grupos criminosos ligados às torcidas organizadas: Esquadrão Vilanovense – Comando Noroeste e Força Jovem 11ª Legião, investigados por uma série de emboscadas e ataques na região noroeste de Goiânia, durante os jogos do Campeonato Goiano de Futebol.

Durante a Operação Contra-Ataque, seis pessoas foram presas: quatro ligadas à Força Jovem e duas ao Esquadrão Vilanovense. Uma arma de fogo, armas brancas, aparelhos celulares e outros materiais ligados às torcidas foram apreendidos.

De acordo com a PC, as investigações tiveram início após uma emboscada criminosa praticada no dia 9 de março deste ano, no Setor Santa Efigênia, em Goiânia. Na ocasião, o grupo ligado à torcida Força Jovem atacou torcedores vilanoveneses que voltavam de uma partida do Campeonato Goiano. As vítimas foram espancadas com barras de ferro, e uma delas ficou gravemente ferida após ser atingida no rosto por um rojão de foguete.

Em retaliação, no dia 18 de março, o grupo ligado à torcida Esquadrão Vilanovense emboscou torcedores esmeraldinos durante uma partida de futebol amador no Setor Recanto do Bosque. As vítimas foram agredidas com armas brancas e tiveram as camisetas da torcida roubadas. No mesmo dia, no Setor Jardim São José, membros da Força Jovem abordaram um integrante da torcida Esquadrão Vilanovense e o roubaram, exibindo suas roupas como troféu em redes sociais.

Foto: PC

 

Compartilhe